Oliver Vincent Bonnet

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Oliver Vincent Bonnet

Mensagem por Vice em Qui Jul 03, 2014 1:20 am

Nome: Oliver Vincent Bonnet
Idade: 18

Aparência: Com um 1,75 e relativamente magro, com porte atlético, Oliver é branco, mas não chega a ser aquele branco quase-albino. Olhos âmbar, que muitas vezes são despercebidos graças a tonalidade de sua pele (por não se destacar). Quando não está de uniforme, geralmente usa camisa social e calça jeans, com uma jaqueta leve por cima.  
Spoiler:


Personalidade: Tímido, na dele, bem introvertido. Oliver não se sente bem em multidões, mas não é porque ele não gosta de pessoas, é porque ele simplesmente não sabe como agir socialmente. Assim, ele as vezes até tenta, mas sempre se apoia em Karine e em seus amigos quando tem de socializar. Ele, na verdade, adora estar com pessoas que confia e gosta, sendo um pouco mais extrovertido nesses casos, mas de resto...
Oliver também é bem inteligente. Afinal, quando não se exercitava, lia bastante, sempre se aventurando em curiosidades, livros de magia, até em outras línguas! Por não falar muito também, sempre se mantém atento a vários detalhes, muitas vezes sendo o estrategista da parada. Não gosta de rótulos, pois acredita que qualquer um consegue fazer algo bem caso se esforce. Por não ter muitos amigos, é extremamente apegado naqueles que já tem, e por isso se esforça todo o dia mais e mais, apenas para poder ficar de igual para igual com eles.

História: Filho mais velho de grandes empresários franceses, nascido em berço de ouro, Oliver teve uma breve convivência com os pais. Eles sempre tentaram ser presentes, o pai dele o encorajava a entrar no time de futebol, já sua mãe, a ele fazer teatro. No fim, nunca fez nenhum dos dois; se exercitava e corria todo o dia, mas não tinha domínio com a bola, e ele lia sempre, sabia conversar, tinha um bom vocabulário, mas simplesmente travava no palco. Acabara por se sentir numa dívida imensa com seus pais, e começou a praticar sempre que possível para poder orgulhá-los.

Os pais dele, que viajavam muito a negócios, em certo momento (quando Oliver tinha 6 e sua irmã, 4) acabaram indo para o Brasil. E logo nessa viagem que resolveram levar os filhos junto. E eles passaram todos os dias lá juntos, menos um, no qual aconteceu uma grande tragédia... Oliver tinha acordado inquieto naquele dia, simplesmente sentiu que algo muito ruim ia acontecer. Os dois pais saíram, deixando os filhos com uma empregada, e nunca mais voltaram. A empregada, muito esperta, voltou para a França sozinha e pegou o dinheiro para si, alegando que os jovens herdeiros haviam sumido... Quando, na verdade, ela havia os colocado num orfanato.

E os dois ficaram lá por dois anos, onde fizeram dois grandes amigos, que sempre aprontavam bastante. Enquanto o rapaz era o mais reservado daquele quarteto, era ele que tinha as ideias, ou as aperfeiçoava, e coordenava qual seria a palhaçada da vez. Lá ele descobriu o quão queridas as pessoas fora de sua família podem ser para ele, e isso o deu forças para continuar depois da perda dos pais. Contudo, num belo dia, o quarteto teve o melhor de seus planos: fugir do orfanato, ir para um lugar melhor que lá, afinal, estavam cada vez mais perto da pré-adolescência, e poucas pessoas tem interesse em adotar alguém assim. E o plano tinha tudo para ser perfeito, até ter sido posto em pratica e ter falhado logo no final. O quarteto foi mandado para o conselho tutelar, contudo, a Ordem Negra apareceu, falando que ia tomar conta deles e pagar os reparos. Ofereceram abrigo, comida, treinamento, além de pregarem sobre Crônica e como ela poderia melhorar a vida deles. O rapaz simplesmente aceitou pelos benefícios, mas sua crença em Crônica realmente se desenvolveu enquanto esteve lá.

Sob novos cuidados, o rapaz passou a se exercitar mais e a ler bastante, adquiriu um raciocínio bem rápido e uma capacidade estratégica incrível. Nunca gostou de se gabar, nem via motivo para isso, mas o rapaz era daqueles que falavam "você vai perder esse jogo em x turnos" e o concretizava. Começou a treinar também luta com adagas e espadas de uma mão (Esgrima no geral), como sabres, cimitarras, ninja-tos e nihontos, como objetivo a auto-defesa (e, mais tarde, o ataque.)

No fim, após descobrir as atrocidades que a Ordem planejava, ajudou a arquitetar a fuga de um pequeno grupo que se opunha a tais decisões. Acabou por fugir junto, crente de que poderia achar um futuro melhor, e que o que era pregado pela Ordem não era a vontade real de Crônica...

Preferências: Gosta muito de ler, além de se exercitar e treinar com a espada. Apaixonado por bolinho de chuva e croissant, além de música, embora nunca teve chance de tocar em algum instrumento. Não gosta de quem mexe com a sua irmã, as vezes adquirindo uma postura super-protetora, mas ao mesmo tempo não gosta que ela fume. Sente-se completamente escandalizado quando ela o faz e deixa isso bem claro, se tornando um porre. Não gosta de multidões e lugares muito barulhentos.

Atributos:

- Força : 1
- Destreza: 1
- Agilidade: 2
- Vigor: 2
- Empatia: 1
- Percepção: 2
- Intuição: 2
- Inteligência: 3
- Sorte: 1
- Poder Mágico: 1

Habilidades

Perícias
- Artes Marciais:
- Armas de curto alcance: 2
- Armas de longo alcance:
- Acrobacia:
- Furtividade:
- Sobrevivência:
- Performance:
- Mecânica:
- Medicina: 1
- Feitiços:
- Magia de combate:

Conhecimentos
- Geral: 2
- Línguas: 1
- História & Literatura:
- Ciências Biológicas:
- Magia & Mitologia: 1
avatar
Vice
King
King

Masculino Idade : 20
Mensagens : 313
Data de inscrição : 05/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Oliver Vincent Bonnet

Mensagem por Yukits em Seg Jul 07, 2014 2:42 pm

Ficha Aprovada!
Pendências: O Mestre alterará detalhes geográficos da história do personagem
avatar
Yukits
Joker
Joker

Masculino Idade : 22
Mensagens : 233
Data de inscrição : 05/12/2010
Localização : Heat Haze

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum