[X-3] Porto de Tóquio

 :: Tabuleiro :: Biblioteca :: Prólogo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Vice em Dom Jul 20, 2014 1:13 am

O calor estava ficando infernal, insuportável, humanamente impossível de se aguentar. Principalmente naquela maldita van de Shie, ou naquele táxi antiquado onde Yuuhi se encontrava. E quem diria Haru, que além disso estava correndo como se não houvesse amanhã, mas se esforçando para não esbarrar em ninguém. E apenas uma coisa era certa: aquele calor estava desgastando-os aos poucos. 


Enfim, cada um finalmente chegou em seus destinos. Shie saiu da van e logo tratou de ir para perto das balsas, onde poderia acender um cigarro e esperar os bocós mandados pelo seu atual chefe terminarem de aprontar as coisas. Era um trabalho sujo o qual só ele podia fazer, então...


Já Yuuhi saiu do táxi e abriu a porta para Haruna, num claro sinal de cavalheirismo, que agradeceu com uma risada e um sorriso. Ela mesmo pagou o táxi e logo que o mesmo saiu de vista, ela começou a andar em passos lentos, na esperança de que o rapaz a acompanhasse.


-- Então, aonde é a tal sorveteria? Está começando a ficar impossível! haha -- Ela riu, mas estava obviamente falando sério. Seu rosto parecia até brilhar de tanto suor, não que Yuuhi não tivesse assim também, ou qualquer outra pessoa, mas... -- Espero que nada de ruim esteja acontecendo...


Ela ficou pouco pensativa, mas logo deu um sorriso para o rapaz, que quase caíra de encantos novamente pela jovem. Mas agora o rapaz estava visivelmente mais afiado, dado o comportamento potencialmente suspeito da menina...
E estava tudo bem, até que um rapaz completamente suado e ofegante acaba tropeçando e caindo quase que ao lado do casal. Haru havia corrido quase que 2 quilometros em pouquíssimo tempo e mal aguentava ficar sobre as próprias pernas mais. Sofria com o calor, sofria com o cansaço, estava até quase que se perguntando o que raios ele fazia ali, até lembrar da tal mensagem...


... Mas o que mesmo ele deveria fazer?


-- Meu Deus!Tadinho! -- a menina tratou de se agachar e verificar o estado do rapaz. -- Você está bem?
avatar
Vice
King
King

Masculino Idade : 19
Mensagens : 313
Data de inscrição : 05/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Kiracchi em Dom Jul 20, 2014 9:57 pm

Evitando respirar fundo naquele local por motivos de até mesmo o ar que circulava lá dentro estar quente, me arrependi amargamente durante aquele trajeto por não ter pedido para eu mesmo dirigir. Ao menos eu estaria do lado de uma janela com ventilação constante, e não na parte traseira de uma van cheio de retardados que estão apenas jogando suas vidas inúteis foras trabalhando para uma barata. Tsc.

- Mas o pior sou eu, né? Claro. - Comentei comigo em um tom irônico, dando - agora sim - um suspiro fundo ao ver a van parar e abrir a porta para a liberdade.

Desci antes de todo mundo, obviamente. Eu de longe era o mais incomodado ali, principalmente porque aquele meu tipo de trabalho raramente envolvia outras pessoas. Normalmente era apenas eu, o que sempre foi e será a melhor opção, mas aquele velho maldito tinha que ser tão pessimista quanto ao trabalho dessa vez, né? Provavelmente era porque ele estava ficando velho demais para se lembrar do quão profissional eu era.

Bom, se desse merda, eu apenas iria culpar aqueles capangas. Desde o começo eu avisei que era melhor eu fazer sozinho, não é e não será problema meu caso apareça um robô do futuro policial atirando laser em todo mundo. Eu garanto que pelo menos eu não irei morrer, de forma nenhuma. Retirei um cigarro e me agachei próximo a beirada do porto contemplando a água poluindo ainda mais o ar daquela cidade enquanto os palermas preparavam tudo. Se eles se incomodavam até mesmo de preparar as coisas, porque diabos eu fui contratado?!

- Ah, ah. Eu preferia estar fazendo algum outro assassinato real do que estar aqui, sem falar que... - Espirrei. - Esse lugar fede a peixe. Argh. - Sim, eu era uma japonês que odiava peixe. Não necessariamente o gosto em si, mas o cheiro. Principalmente cru. Não preciso dizer que eu odiava sushi e seus variados, né?

De qualquer forma, iria continuar esperando já que era a única coisa que eu podia fazer por enquanto. Sentaria no chão me virando para os capangas observando-os, apenas para me certificar de que não iriam preparar as soluções de forma errada ou de forma que ficasse forte demais. Tudo ali precisava de uma quantia certa para não exagerar ou deixar de funcionar, não era atoa que era o meu trabalho.

- ... Velho maldito. - Reclamei novamente, dando uma tragada naquele cigarro - que ao menos era de uma marca boa - soltando sua fumaça logo em seguida levemente.
avatar
Kiracchi
Camponês
Camponês

Masculino Idade : 21
Mensagens : 63
Data de inscrição : 24/11/2011
Localização : ~

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Laycos em Seg Jul 21, 2014 2:10 pm

O calor veio como soco quando Yuuhi desceu do táxi refrigerado. Estava quente, da maneira mais obscena e proibida de que deveria se fazer em Tóquio e Yuuhi pensava se dissecar a pele fora resolveria o assunto. Provavelmente não. O lugar cheirava a peixe, a poluição e a suor, e esse talvez visse dele mesmo.

O Porto de Tóquio era um lugar bastante movimentado, muito por conta do comércio local, mas era algo mais. Mesmo com os eventos dos anos anteriores, lá tinha uma aura própria, como se o lugar tivesse uma alma e fosse vivo per si. Ele via e ouvia as pessoas gritando e andando, vendendo e comprando, colocando e tirando caixotes e peixes enormes de barcos. Enquanto Yuuhi não se sentia confortável andando por lá, era um lugar bem divertido para passear. E para encontrar alguém, seja lá quem fosse.

Abriu a porta para Haruna, esperou ela pagar e diminuiu seu ritmo para acompanhar o dela.

- Faz algum tempo desde a última vez que vim aqui, mas acho que é virando já na próxima rua. Acho. Se a gente não achar, a gente entra em qualquer lugar que tenha ar condicionado, pede uma água e espera um pouco. Tá bastante tenso e eu já bem desidratado.

A despeito da cara fofíssima da menina, Yuuhi fisgou a frase curiosa de Haruna. Algo de errado. O que de errado poderia estar acontecendo? Estava muito, muito quente, mas nada indicava algo fora de lugar. Nada, a não ser a própria Haruna. Ia justamente perguntar a ela o que ela queria dizer, quando quase foram atropelados por um menino ofegante que caíra na frente dos dois.

Yuuhi se agachou e reparou que ele estava quente, muito quente. Buscou uma garrafa d’água e ofereceu para ele.

- Nossa, cara! Você tá bem? Se machucou?
avatar
Laycos
Camponês
Camponês

Masculino Idade : 23
Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/06/2014
Localização : Betelguese

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Istyar em Dom Jul 27, 2014 4:47 pm

Meu deus, desde quando o sol começara a ficar daquele jeito? Haru não lembrava direito quando foi que começou a suar e ofegar, mas com certeza o vinha fazendo a algum tempo. Suas pernas doíam como o diabo e sabia que só continuava correndo por pura força de vontade. O exercício de desviar das pessoas que andavam aos montes no porto, e ainda tentar se apressar por causa da mensagem - finalmente se tornou rigoroso demais para aguentar. Tropeçou ali mesmo, no meio de toda galera, e ainda por cima do lado de um casal. Já estava cansado, mas a vergonha deixou seu rosto ainda mais vermelho que ele e o calor junto.

-- Meu Deus!Tadinho! -- a menina tratou de se agachar e verificar o estado do rapaz. -- Você está bem?

- Nossa, cara! Você tá bem? Se machucou?

Haru riu com embaraço visível e aceitou educadamente a garrafa de água, cambaleando para tentar se colocar de novo em pé. Queria explicar pros dois o porquê de estar correndo, mas este fugiu de sua mente por alguns segundos. Porque era mesmo? respirou fundo e fez um gesto para que esperassem, até que se sentiu um pouco melhor. O seu braço ainda pinicava, mas assim que lembrou da mensagem, ele e seu cansaço passaram pra segundo plano.

_Me desculpem, haha. Eu estava tentando não esbarrar nas pessoas por causa do meu braço, mas acho que me distraí. Estou bem, a preocupação é muito gentil da parte de vocês. Eu gostaria de explicar mais, mas recebi uma mensagem esquisita e preciso me apressar... com licença, e me desculpem de novo!

Esperou alguns momentos para descanso antes de tentar correr de novo - pra onde mesmo ele tinha que ir?
avatar
Istyar
Burguês
Burguês

Mensagens : 178
Data de inscrição : 29/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Laycos em Qui Jul 31, 2014 2:39 am

Yuuhi piscou com o tilt mental que o outro menino a sua frente causou nele. Devia ser coisa de sua cabeça, além de ser coincidência, era improvável que outra pessoa tenha recebido uma das tais mensagens. Outra pessoa que ele chegasse a conhecer. A principio, ele ia achar que não tinha nada a ver, mas ele estava noiado tanto por conta da sua mensagem quanto pelo encontro com Haruna. Talvez, é claro, fosse só o calor. Estava tão forte que ele quase não conseguia pensar.

- Nossa, seu braço! Você tá bem? Consegue sentar? Então, espera um pouco, qual teu nome? Sou Amamya Yuuhi. – Ele ajudou o outro se a levantar.

Não tinha certeza se iria perguntar da mensagem, mas achou que mal não fazia. Corria o risco de parecer paranoico ou louco. Mas, até aí, talvez estivesse ficando. Estava mesmo quente.

- Então, desculpa perguntar, mas que mensagem é essa? Seria a dos escolhidos? – Yuuhi deu uma risada nervosa.
avatar
Laycos
Camponês
Camponês

Masculino Idade : 23
Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/06/2014
Localização : Betelguese

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Istyar em Qui Jul 31, 2014 4:13 pm

- Nossa, seu braço! Você tá bem? Consegue sentar? Então, espera um pouco, qual teu nome? Sou Amamya Yuuhi. – Ele ajudou o outro se a levantar.

_Ah, não foi nada mesmo, haha! Eu estou bem, juro. Muito prazer em conhecer você, Yuuhi, eu me chamo Haru.

Haru estava mais e mais envergonhado de ter que fazer aquelas pessoas lhe ajudarem, mas ao mesmo tempo, grato por elas estarem ali. Entre a garrafa de água e a gentileza do garoto de ajudar ele a se levantar, Haru sentiu as coisas ficando um pouco melhores. A única coisa realmente não passava era aquele calor desgramado. Limpou o suor da testa e ponderou se realmente devia ficar correndo por aí. Mas tinha, não tinha? Ele precisava ajudar quem quer que fosse que estava correndo perigo pela mensagem.

- Então, desculpa perguntar, mas que mensagem é essa? Seria a dos escolhidos? – Yuuhi deu uma risada nervosa.

Haru arregalou os olhos e olhou dele pra Haruna, e de novo pra ele. Será possível.... ele também recebeu?? Mas o que diabos, será que era uma brincadeira, afinal?

_Sim... Mencionava alguém precisando de ajuda... disse que eu precisava correr. Espera, você também recebeu?

Aquele seu dia só ficava mais e mais estranho.
avatar
Istyar
Burguês
Burguês

Mensagens : 178
Data de inscrição : 29/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Laycos em Sex Ago 01, 2014 3:13 am

Yuuhi olhava para os dois ao seu lado tentando entender a estranha coincidência que aquele dia estava sendo. O calor estava deixando ele cada vez mais paranóico, mas podia ser bem o Porto de Tóquio. Ele nunca se sentia muito a vontade por lá. Sempre que podia, evitava o lugar, mesmo que a volta para ir para sua casa acabasse sendo maior. Mas aquela situação era surreal. Encontrar outra pessoa que também recebeu uma das mensagens e bem na sua frente. Ele já estava desconfiado de Haruna, não sabia o porquê, e mais a mensagem de que alguém estava correndo perigo.

- Eu, eu recebi sim. – Ele gaguejou por instantes – Mas a minha mensagem só dizia que eu deveria aparecer por aqui se eu quisesse concertar o erro de cinco anos atrás. Não sei exatamente o que quer dizer. – Era mentira. A mensagem dele era ainda mais vaga do que ajudar alguém em perigo. Esperava que não fosse ele. Olhava para Haruna, sempre meio tenso, tentando não dar na telha seu estado. Mas era inevitável.

- Vamos para um lugar mais coberto, que tal? Aqui tá sol demais e eu realmente preciso de outra água.

Se ele conseguisse entender o que estava acontecendo por ali seria ótimo e tentar descobrir qual era daqueles dois também.
avatar
Laycos
Camponês
Camponês

Masculino Idade : 23
Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/06/2014
Localização : Betelguese

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Istyar em Sex Ago 01, 2014 5:45 pm

Espera, cinco anos atrás? Erro? Será que ele tava falando do... Ok, aquele dia estava ficando muito esquisito mesmo. Não só o outro rapaz que o ajudara também havia recebido a mensagem, mas a dele era diferente e ... Porque ele estava olhando pra outra garota daquele jeito? Haru chegara passando tão mal que mal reparara nela direito, mas agora que via o olhar focado de Yuuhi nela Haru começou a sentir uma coisa estranha. Intuição, talvez? Alguma coisa dizia que ainda tinha mais coisa nessa história, e sinceramente, tudo já estava problemático demais sem ter que lidar com isso.

- Vamos para um lugar mais coberto, que tal? Aqui tá sol demais e eu realmente preciso de outra água.

_ Sem problemas, ficar por aqui deve estar tão desconfortável pra vocês quanto pra mim. Será que tem qualquer lugar aqui perto com ar condicionado onde a gente possa ficar um pouco?

Na verdade Haru tinha esperanças de bater mais um papo com a dupla agora que finalmente estava certo sobre o lugar exato aonde tinha que correr. Haru estava determinado a chegar ao fundo daquilo tudo, e tentaria seu máximo pra isso.
avatar
Istyar
Burguês
Burguês

Mensagens : 178
Data de inscrição : 29/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Vice em Sex Ago 01, 2014 7:10 pm

O tempo se passava lentamente para Shie. Oras, qual era o problema com aquele pessoal? Uma cambada de inúteis, isso sim. Deviam facilitar e não dificultar o trabalho dele... Bem, agora ele já estava ali. Ao olhar em volta, notaria que o porto estava bem deserto. Além de quem trabalha ali, tinha menos que meia dúzia de pessoas... Aliás, ele pôde até assistir a queda de um rapaz na frente de um casal, o que por uns momentos foi a sua diversão. Mas, voltando ao seu foco, ele esperou ali, até que...


-- Psst, Shie. -- ele escutou um cochicho de uma voz familiar... -- Aqui...


Escondido em uma pequena fresta, lá estava Impmon. Teria ele o seguido até aqui? Bem, não importava...


-- A coisa vai ficar feia aqui já já... Recomendo se esconder e...


[...]


Haruna ia ficando cada vez mais estranha. Ela acabou que por suspirar profundamente após escutar a conversa entre os dois rapazes e começou a se afastar. Ela logo tratou de bater o pé e encarar os dois, com raiva. Teria perdido a paciência de vez.


-- Olha aqui, vocês só podem estar me zoando, certo? É muita coincidência de uma vez. -- ela se segurava para não aumentar o tom de voz, mas parecia inevitável. -- Digo, vocês ao menos tem noção da GRAVIDADE DA SITUAÇÃO?


E, dito isto, quase que numa sincronia imensa, um poste a menos de 20 metros dos três ali acabou explodindo em chamas. Ela acabou que por se assustar e pulou em Haru, que acabou caindo no chão, visto que mal se aguentava em pé. 


A cena que se seguiu foi surreal. As chamas acabaram que por se concentrar num só lugar, e acabaram formando uma espécie de humanóide. E a situação não acabou por ali; criou-se olhos e boca no ser, que assim que se estabilizou, soltou um urro altíssimo. 


Spoiler:


E ele acabou que por olhar diretamente para Yuuhi. Começou a andar lentamente em sua direção, e bem, acreditava que a situação a partir da li ficaria feia. 


[...]


Impmon e Shie assistiram a cena estasiados, e não sabiam muito bem o que fazer. Digo, Impmon tinha o plano de fugir, mas logo olhou alguma coisa naquela cena que lhe intrigou... Ele notou a menina, Haruna. 


-- ... Droga, por que ela está aqui? E por que não está se defendendo? Tem de ser muito burra! -- ele saiu de seu esconderijo e se preparou para lutar. -- Shie, eu recomendo que fuja ou se esconda, eu terei de cuidar daquela bicha ali sozinho. 


Impmon conhecia Haruna. Ela que, acidentalmente, deu uma brecha para ele fugir hoje. E provavelmente estava à procura dele... Sim, mais cedo, na DATS, enquanto ela xeretava os digivices dos escolhidos, acabou por se descuidar e Impmon conseguiu fugir para poder dar uma volta e consequentemente, encontrar seu estimado parceiro. E agora se ela estava naquela confusão, bem, era culpa dele. Teria de fazer algo.


[Controle de Impmon concedido à Kiracchi.]
avatar
Vice
King
King

Masculino Idade : 19
Mensagens : 313
Data de inscrição : 05/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Laycos em Sab Ago 02, 2014 4:51 pm

Yuuhi foi andando até um estabelecimento qualquer que houvesse por ali, esperando que ele tivesse água. Não importava aonde chegasse, contanto que ficasse embaixo de um ar condicionado e toda a água que pudesse beber. Sabia que aquele estado em que estava era tudo menos o saudável e se continuasse quente daquele jeito ia começar a alucinar. Já fazia pelo menos uma hora que estava debaixo daquele sol e já estava mais que desidratado.

Mas Haruna assustou Yuuhi quando ela começou a gritar com ele e com Haru. Pelo menos não era coisa da cabeça dele que ela era estranha. Ela sabia de algo, sabia algo daquela situação toda. E, afinal, talvez ela soubesse algo daquele calor absurdo. E ele não fazia ideia da suposta gravidade da situação, fosse ela qual fosse.

Mas aí o poste explodiu e um humanóide de fogo começou a gritar e andar com toda a calma do momento na direção de Yuuhi. Aí ele começou a entender a gravidade da situação.

Yuuhi não conseguia se mexer, de pânico. Ele só sentia a temperatura ficar obscenamente quente, mais rápido do que deveria ser possível. Ele tinha que sair dali, tinha que correr, chamar os bombeiros, ajudar Haruna e Haru, mas ele só podia ficar olhando a criatura se aproximar.
avatar
Laycos
Camponês
Camponês

Masculino Idade : 23
Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/06/2014
Localização : Betelguese

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Istyar em Sex Ago 08, 2014 9:17 pm

Haru, que basicamente tinha só caído na frente dos dois, agora também estava na mira da ira de Haruna. Haru conhecia bem a ira feminina, e quando viu ela suspirar ele sabia que lá vinha bronca... e estava certíssimo. Ela começou a bater o pé e perder a paciência sobre a gravidade da situação, e Haru nem sequer teve tempo de perguntar o que ela queria dizer com isso antes do inferno se soltar todinho em cima deles. Um poste a meros 20 metros de distância pegou fogo e aí.... aí rapaz a coisa ficou feia mesmo. Logo o verdadeiro inferno na terra foi solto e .... ele tinha forma? Aquilo ali só podia ser um olho, e uma boca, e MEU DEUS DO CÉU O FOGO TINHA FORMA HUMANA. Aparentemente Haru não foi o único surpreso, pois Haruna se jogou em cima dele com um pulo, e ele com seu braço ainda fodido não deu conta de segurar e acabou foi caindo de novo. Ouch, ouch, iria ficar cheio de hematomas daquele dia desgramado se não fosse queimado até a morte antes. Tentou se levantar, na pura adrenalina DE ESTAR QUASE MORRENDO* e como um cavalheiro, ajudou Haruna a ficar de pé com o braço bom até que... Onde é que tava Yuuhi mesmo? Olhou ao redor até achar ele, mas as notícias não eram boas. O treco tava indo na direção dele! Meu deus, ele tava parado ali só assistindo??? ELE IA MORRER!

Haru ficou tão preocupado com seu possível amigo que correu sem pensar na direção dele, visando puxá - lo pela camisa pra longe da rota na hora H. Não ligava de cair mais uma vez se isso significasse que todo mundo ia ficar vivo. Ai ai, porque se metia sempre nessas tragédias?





*Literalmente, vide o prazo.
avatar
Istyar
Burguês
Burguês

Mensagens : 178
Data de inscrição : 29/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Vice em Qua Ago 13, 2014 9:05 pm

[X-1]

... E aquele calor parecia cada vez mais próximo. Eles, por uns instantes, não notaram o que estava ao seu redor. Estavam exaustos, sem energia alguma, sem fôlego algum. Só um milagre para aquele homem não os alcançar agora, na verdade... Mas então a ficha caiu. O que afinal estava acontecendo? Começaram a notar os sons que vinham de pouco mais adiante, questão de menos de 50 metros e... O que raios estava acontecendo ali? Seriam delírios causados pelo calor? Mas até o ar se encontrava quente, e aquilo tudo parecia se encaixar mas...
... Um humanóide de cerca de dois metros e meio de altura atacando jovens num lugar supostamente vazio. Aquilo tem de ser um delírio, afinal, não faz sentido algum! Certo?
Miku estava quase perdendo a consciência, enquanto Miyuki continuava firme e forte e Kenji tentava suportar... Ela estava quase para desmaiar e talvez encerrar toda aquela loucura inconsequente do dia, mas então, ao piscar lentamente os olhos, ela reconheceu alguém chegando. Ela reconheceu um pequeno rapaz...


[X-2]

...
E para a decepção deles, talvez, não haviam nem chegado perto do tal mundo digital. Quando a sensação passou, eles logo notaram que estavam no Porto de Tóquio.


Contudo, o alívio de estarem livres daquela maldita dor logo foi substituída pelo imenso calor ali naquela área. O ar estava quente, para piorar a humidade estava alta graças à proximidade do mar, ou seja, para os jovens era massacrante... Puderam dar uma breve olhada ao redor até conseguirem ver a raiz do problema: um grande humanóide em chamas, que andava lentamente na direção de dois jovens. Os digimons sabiam o que fazer, mas... O que mesmo os garotos deveriam fazer? Ok, isso será um problema. Ou não...
Por estarem mais a frente, não chegaram a notar o trio que chegou ofegante. E nem dava, visto que a atenção estava toda voltada para Meramon. Se perguntavam como que as outras pessoas poderiam estar reagindo a tudo aquilo, mas bem, agora realmente não importava. Youta acabou por reparar uma certa proximidade do monstro quanto ao mar, enquanto Shio notou que o tal do smartphone começou a apitar. 


[X-3]


Os meninos se prepararam para um impacto maior, com Haru se esforçando ao máximo para salvar Yuuhi. Os dois cairam no chão juntos. Haru, desta vez, não conseguiria mais se levantar. Mal se aguentava em pé, e agora havia gastado todas as suas energias restantes salvando o possível amigo de... Nada? 
Quando eles olharam para o perigo, não deixaram de notar que agora havia mais outros dois monstros. Um roxinho e pequeno, que atacava o monstro maior com chamas coloridas (Impmon) e o outro... Um lobo imponente, de armadura negra e com um único chifre na forma de raio (Raidramon), que havia defendido os dois de uma imensa bola de fogo. 


-- I... Isso, Raidramon! -- a voz de Haruna se mostrava ofegante. Ela estava sentada no chão, tremendo, segurando algo parecido com um smartphone com as duas mãos. A tela parecia estar brilhando, mas perdeu o brilho muito rápido. -- V... Vocês dois, se escondam!


O trio que veio acompanhado de seus digimons acabou por tomar um susto com a cena. Como assim, tinham mais? Bem, pelo menos eram aliados, certo?
Já o trio que estava mais debilitado não acreditava em seus olhos, mas percebiam o perigo iminente e começavam a escutar passadas rápidas do lugar de onde vieram... Mas agora, nada poderiam fazer...
avatar
Vice
King
King

Masculino Idade : 19
Mensagens : 313
Data de inscrição : 05/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Nerkon em Qui Ago 21, 2014 3:26 pm

Off: Vi que era pra postar aqui só agora. u_u (Ou é isso o que eu acho né :c)
De toda forma estou bastante doente essa semana, então o post saiu um pouco forçado para eu não atrasar vocês e naturalmente está com uma qualidade bem baixa, espero que não seja problema. D:


What the fuck é aquela merda afinal? Justo quando eu acreditava finalmente termos despistado o cara estranho acabamos chegando a um lugar onde ao que parece dois garotos estão sendo atacados por um outro cara, desta vez um gigante que nem sequer parecia ser humano. Não estou entendendo merda nenhuma do que está acontecendo conosco, mas a primeira coisa que me veio à cabeça foi a hipótese de que esse maluco de mais de dois metros pode ser um aliado de nosso perseguidor, portanto atirei os braços nas garotas que me acompanhavam e puxei-as pelas mãos.

- Esses moleques podem estar na mesma situação que nós, então... vamos tentar nos aproximar e ver o que está rolando, se tivermos sorte vamos escapar do outro maluco. - Dito aquilo comecei a correr com todas as forças que ainda me restavam. Miyuki e Miku provavelmente não estavam entendendo o que diabos estou fazendo, mas minha esperança é que no mínimo aqueles dois possam servir como uma distração para nós, caso necessário, ou então podemos nos agrupar, já que de toda forma eu e as outras duas estamos ficando bastante cansados.
avatar
Nerkon
Camponês
Camponês

Masculino Idade : 21
Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [X-3] Porto de Tóquio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Tabuleiro :: Biblioteca :: Prólogo

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum